Ubuntu Touch a funcionar com o MIR num smartphone

A Canonical continua a apostar tudo no seu sistema operativo móvel, o Ubuntu Touch. Segundo o cronograma do Ubuntu Touch, a Canonical queria apresentar a primeira versão do sistema móvel em Outubro deste ano, no entanto, pelo vídeo que disponibilizaram esta semana isso será complicado.

Num vídeo gravado por Didier Roche, programador da Canonical, podemos ver o Ubuntu Touch, que traz o Unity 8 a funcionar no MIR. Esta é a primeira vez que se mostra um smartphone a funcionar com o MIR, em vez do SurfaceFlinger (do Android) e muito menos em vez do XMIR.

O vídeo mostra que o sistema é bastante rápido, no entanto, mostra também alguns pormenores preocupantes, nomeadamente muitos bugs visuais e com pouca adaptação aos gestos, que são talvez a maior bandeira de propaganda deste sistema operacional.

 

Barra de notificações do Ubuntu phone OSComeçando pelo último ponto referido no parágrafo anterior, se você já viu o vídeo, provavelmente reparou que o utilizador teve alguma dificuldade em utilizar as várias funcionalidades disponíveis através dos simples gestos de arrastar as arestas da tela. Estes gestos foram uma das maiores novidades da Canonical quando apresentou em Janeiro o Ubuntu Touch. A maneira de aceder às funcionalidades era (e é!) uma ideia genial em termos de usabilidade, pois conseguíamos ter uma usabilidade mais multi-tarefa e um acesso mais fácil às várias opções.

O problema é que esta maneira de usar os gestos parece ser algo problemático, com pouco rigor. Talvez um desenvolvimento mais cuidado consiga pôr o sistema a funcionar perfeitamente, mas o que é facto é que o Didier Roche mostrou ter algumas dificuldades a aceder às várias funcionalidades.

Relativamente aos vários bugs visuais, este é sem dúvida o maior problema encontrado no vídeo apresentado por Didier Roche. No entanto, temos de ter em conta que não só o Ubuntu Touch é um sistema ainda em desenvolvimento como esta é a primeira versão do Ubuntu Touch com o MIR, o que é perfeitamente natural que tenha problemas!

Bugs visuais do MIR no Ubuntu TouchApesar de ser uma realidade natural, a existência destes bugs, segundo alguns comentários nos forums do Phoronix, estes bugs visuais, de se ver a imagem a piscar, são precisamente um dos pormenores vais vantajosos do Wayland em relação ao X. A ser verdade, é irónico ver que o MIR está com um problema em que o seu concorrente, o Wayland, nasceu para o resolver, quase.

Aparte desta guerra que se espera continuar a existir nos próximos anos, entre o Wayland e o MIR, a verdade é que o Unity 8 mostrou-se com um potencial muito bom! O sistema funciona de uma forma muito fluída e já com um conjunto vasto de funcionalidades prontas. Em todo o caso, só quando for apresentada a versão final, com as várias aplicações básicas prontas e provavelmente carregadas, é que poderemos tirar conclusões reais da fluidez do sistema.

Até lá, as perguntas continuam sem resposta: será que o sistema é fluido porque ainda não tem todos os programas funcionais? Ou será que a equipa do Ubuntu Touch está realmente a fazer um ótimo trabalho?

 

Referências

2 Respostas ate agora.

  1. kowalski diz:

    Cláudio, gostaria da sua opinião sobre essa questão Mir Vs Wayland. Em quase todos os sítios dedicados ao Linux, vejo pessoas atacando ferozmente a Canonical (como o fazem com a Microsoft) por causa da implantação do novo servidor gráfico do Ubuntu.

    Sou usuário de nível iniciante a médio no Linux. Testei várias distribuições, mas a que melhor me atende é o Ubuntu. No entanto, por causa dessa briga acima mencionada, tenho percebido que centenas de pessoas estão afastando-se do Ubuntu e Linux, em geral, para continuar com o Windows. Até mesmo estudantes de Ciências da Computação.

    Isso tem-me deixado preocupado e triste, pois os egos dos desenvolvedores em Linux demonstram ser muito inflados, havendo muita desunião. As consequências de tais desentendimentos são a perda de interesse pelo Ubuntu – e Linux em geral – entre usuários leigos, como eu, e a preferência pelo Windows (mesmo o 8!).

    Se puder, gostaria que você escrevesse um artigo mais longo sobre essa desunião entre usuários de outras distribuições Linux e do Ubuntu. Veja que até o Windows 8, o qual tem sido muito criticado, ultrapassou largamente o Linux na quantidade de utilizadores. :(

Deixe uma resposta a kowalski