O Firefox4 está a ser desenvolvido a um bom ritmo e actualmente já tem uma boa quantidade de funcionalidades muito interessantes que as versões anteriores do Firefox não têm. A versão 4 do Firefox promete não bloquear por causa de programas de terceiros, nomeadamente Flash e Java, contém um visual diferente (semelhante ao Chrome), suporte nativo para HTML5 e suporte para o formato de vídeo WebM da Google que promete, finalmente, substituir o Flash para os vídeos online. Apesar de todas estas excelentes funcionalidades que já estão em funcionamento no Firefox4, actualmente este programa ainda está em desenvolvimento por isso poderão ocorrer erros inesperados.

Firefox 4 no Ubuntu!

Tal como referido, deve ter em atenção que actualmente o Firefox4 ainda está numa versão em desenvolvimento que poderá originar problemas nomeadamente bloquear ou até fechar-se inesperadamente. É por isso recomendável que não a utilize em máquinas de produção.

Apesar de não ser recomendável a utilização em máquinas de produção, isso não implica não instalar e experimentar! Pode experimentar à vontade o Firefox4 pois este não se sobrepõe ao seu Firefox actual. Por isso, mesmo que não goste do Firefox4 ou que actualmente dê muitos problemas e queira esperar por novas actualizações, basta esperar um pouco e continuar a utilizar o Firefox original que já tinha anteriormente. Atenção, o seu Firefox actual irá também sofrer uma actualização para uma versão mais actual, no entanto, esta não é tão embrionária quanto o Firefox4. A sua versão actual é o Firefox 3.6.8 (no caso do Ubuntu Lucid Lynx) e passará a ser Firefox 3.6.9.

Grande diferença visual do Firefox4!

Instalação

A instalação do Firefox 4 é muito simples e prática pois passa por apenas adicionar o repositório oficial das versões em desenvolvimento do Firefox. Este tipo de instalação é muito bom pois permite manter o software instalado sempre actualizado, principalmente nestes casos onde as correcções decorrem continuamente e é possível manter-se sempre actualizado.


Adicione o repositório!

Conforme a versão do seu Ubuntu, deverá adicionar o repositório respectivo.

  • Se tem o Ubuntu 9.10 Karmic Koala ou o Ubuntu 10.04 Lucid Lynx ou Ubuntu 10.10 Maverick Meerkat , escreva o seguinte no terminal para adicionar o repositório:
    sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mozilla-daily/ppa && sudo apt-get update
  • No caso de ter um Ubuntu  9.04 Jaunty Jackalope, escreva o seguinte no terminal:
    sudo bash -c "echo 'deb http://ppa.launchpad.net/ubuntu-mozilla-daily/ppa/ubuntu $(lsb_release -cs) main' >> /etc/apt/sources.list" && sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 247510BE && sudo apt-get update

Instale do Firefox4!

Depois de adicionar o repositório, basta instalar o Firefox4 clicando aqui ou escrevendo o seguinte no terminal:

sudo apt-get install firefox-4.0


Dica extra

Ao instalar o Firefox 4, através deste processo, o seu Firefox actual ficará com nome “Namoroka Web Browser” e o Firefox 4 não terá este nome simples mas sim: “Mozilla Developer Preview Web Browser“. Ora, na minha opinião, estes nomes são completamente desnecessários e, por isso, nesta secção mostra-se como poderá mudar estes nomes no Menu Principal do Gnome (isto inclui também noutros menu’s que façam uso desta lista de aplicações, por exemplo o GnoMenu).

O processo de actualização destes dois nomes é muito simples e passa apenas por utilizar as opções do Menu Principal do Gnome. Sendo assim, comece por clicar com a tecla da direita do rato (mouse) em cima do Menu Principal do Gnome e escolha a opção “Editar Menus”.

A abrir Preferências do Menu Principal

De seguida, seleccione, do lado esquerdo, o sub-menu Internet e de seguida, do lado direito, seleccione o item “Mozilla Developer Preview Web Browser”. Para editar o seu nome basta clicar no botão Propriedades.

A seleccionar aplicação a mudar de nome

Depois de aceder às suas propriedades, basta modificar o nome para algo mais perceptível (como se demonstra na imagem seguinte). No menu caso, escolhi o nome “Firefox 4.0 Beta”.

Clique na imagem para visualizar melhor!

Depois de definir o nome, clique no botão “Fechar” e, de volta à janela anterior, seleccione o item “Namoroka Web Browser“, que é o seu Firefox actual mas com a última versão, e clique em “Propriedades“.

A seleccionar programa a mudar de nome

Na janela das propriedades, bastará mudar o nome para, por exemplo, “Firefox 3.6″.

A modificar nome do Firefox actual

Referências:

André Gondim  » Firefox 4.0b2pre no Ubuntu;

22 Respostas ate agora.

  1. [...] estabelecer novos padrões em termos de browser. Podem ser observadas as suas influências tanto no Firefox (na versão 4) e no Google Chrome, tais como a Speed Dial e toda a sua aparência. Algumas das funções obtidas [...]

  2. Ivan diz:

    Como é que faz pra colocá-lo em português do Brasil, do modo convencional não deu certo, tem algum macete?

  3. [...] E este será o aspecto final do Firefox: [...]

  4. Érico diz:

    Essa versão minimiza alguns problemas como flash atual?

  5. Fabio Eduardo diz:

    Adorei a dica, só tenho a agradecer!

  6. Frederico R Ruegger diz:

    Instalei o Firefox 4.0 Beta conforme recomendado!
    O Firefox Beta não aceitou nenhum dos complementos nem os plugins, nem os idiomas, no meu caso o portugues do brasil e de portugal e nem as extensões. O Firefox 3.6.8 foi atualizado para o 3.6.9 que aceitou todos os complementos, contudo essa atualização se deu quando fui ao sinaptic verificar se haviam atualizações a serem realizadas. O sinaptic me informou da atualização do Firefox e tambem do Thunderbird. Fiz a atualização como disse contudo o Thunderbird anterior foi desinstalado e o atual Shredder veio em Ingles e permanece em Ingles ate agora. Procurei atualizar o idioma onde recebo a informação que o idioma precisa ser atualizado referindo-se especificamente ao thunderbird locale pt br e pt pt. Aciono para que se faça a atualização contudo o sistema me retorna dizendo que existe um pacote quebrado que precisa ser reparado. Fui verificar no gerenciador de pacotes e não encontrei nenhuma referencia a pacote quebrado. Peço ajuda e apoio. Sinceramente Frederico Ruegger

  7. Aff, eu gosto do Firefox, acho essas versões de testes para a versão 4 muito boas, mas eu quero um navegador que fique bonito igual no Windows!
    Já passou da hora de criarem um efeito igual ao Aero da Microsoft para o Linux… é óbvio que o Firefox, Chrome, Safari e Opera são mais bonitos no Windows que no Linux e muitos usuários do pinguim estão esperando uma aparência do tipo.

    Espero que algum grupo de programadores de plantão faça algo do gênero.

    Abraços.

  8. Cláudio Novais diz:

    Olá Igor,

    Muito simples, basta ir ao menu: View -> Toolbars -> “Tabs on Top”

    Abraço ;)

  9. Luís C. diz:

    Olá Igor,
    Para colocar as abas na parte superior, clique com a tecla direita do rato em cima da barra de menus do Firefox e seleccione a opção Tabs on Top.

    Cumprimentos,
    Luís Cardoso

  10. Igor diz:

    Meu Firefox não tem as abas assim, está igual aos anteriores. Como faço para ter assim?

  11. [...] This post was mentioned on Twitter by Planet Ubuntu Brasil, Rei-artur and Jonatas, Homem Livre in Linux. Homem Livre in Linux said: Instale a versão em desenvolvimento do Firefox4!: O Firefox4 está a ser desenvolvido a um bom ritmo e actualmente … http://bit.ly/9bQdmx [...]

  12. Cláudio Novais diz:

    Olá Luis C.,
    Sim, realmente é pena eles não se preocuparem com os mesmo problemas ao mesmo tempo para os diferentes sistemas. Creio que a dificuldado é bastante reduzida ao nível do GTK para retirar a barra superior, muito menos para retirar a barra de menus. Aliás, a Google não teve problemas em fazer isso para o Google Chrome.

    Essa diferença seria logo muito grande por isso é mesmo uma pena não fazerem já essa transição!

    De resto, sim, está extremamente rápido e creio que não utiliza tanto processamento quando está a carregar muitas páginas ao mesmo tempo. Pelo menos actualmente sinto muita diferença entre os dois Firefox’s que tenho!

    Abraço ;)

  13. Luís C. diz:

    Olá Cláudio Novais,
    Tenho acompanhado esta versão desde que ficou disponível e tenho de dizer que em termos de velocidade notei algumas melhorias, o que é bastante bom. Mas apenas fiquei desiludido por não terem o menu oculto tal como acontece com a mesma versão disponível em Windows. Sei que é a versão de desenvolvimento e como tal não representa o produto final, mas é mesmo onde peca. Senão ficaria mesmo 5 estrelas :]

    Abraço,
    Luís Cardoso

Deixe uma resposta a Ivan